Os conselheiros do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) desaprovaram as contas referentes ao exercício de 2016 do Fundo de Aposentadoria e Pensões de Canutama (Fapemuc) e aplicou multa de R$ 13 mil ao então presidente Barnabe Andrade Leitão. A decisão foi proferida na manhã de ontem (31). Ainda cabem recursos.

De acordo com o relator do processo, conselheiro Mario de Mello, o montante a ser devolvido aos cofres públicos são resultado do quadro de desorganização da unidade e atos praticados com grave infração à norma legal ou regulamentar de natureza contábil e financeira. Segundo o relator, apesar de notificado diversas vezes a proferir defesa, o gestor se absteve de fazer uso do seu direito ao contraditório, tornando-se revel.