Firme em seu propósito de estabelecer um diálogo com o eleitor, a senadora e candidata à reeleição Vanessa Grazziotin esteve na manhã desta quinta-feira (13) na entrada da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Distribuindo panfletos com suas ideias e conversando com motoristas que paravam no semáforo, a senadora falou sobre a importância da defesa do ensino público e da resistência que ela representa ao desmonte de programas e avanços sociais no País.

“Estamos numa eleição em que é fundamental garantir e trazer de volta as políticas sociais e os benefícios sociais. O fortalecimento da educação pública está entre essas políticas”, disse Vanessa, que lamenta que os cortes no Orçamento da União muitas vezes sejam justamente em áreas tão essenciais ao desenvolvimento do Brasil.

“Lamentavelmente, as universidades brasileiras são as mais atingidas diante da crise. Porque em vez de cortarem incentivos fiscais de quem não precisa, como o setor automobilístico, em vez de tributarem as grandes fortunas, em vez de tributarem a distribuição de lucros, eles vão para cima de cortar pela metade o Bolsa Família, de acabar com o Fies [Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior] e diminuir os recursos das universidades públicas”, denunciou.

A senadora afirmou que os recursos de que dispõem as universidades públicas atualmente mal são suficientes para pagamento da folha de servidores. “O futuro do Ensino Superior passa pela eleição do Haddad e de uma bancada comprometida com a educação pública”, defendeu.

Vanessa também ressaltou a importância de estar nas ruas, falando com as pessoas. “É preciso mostrar que nessa campanha quem tem que estar envolvido não são os candidatos somente. Têm que estar envolvidos todos aqueles que defendem a universidade pública, que querem ver um número maior de jovens ingressando no Ensino Superior e saindo com um diploma. Esse também é o sonho de todo pai e de toda mãe ”.