Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O chefe da Casa Civil do Governo do Amazonas, vice-governador Carlos Alberto Souza de Almeida Filho, prorrogou pelo período de três meses, via aditivo, contrato empresa J.B.V. Serviço de Buffet LTDA., de propriedade de Rosilene Cristina da Silva.

Pelo menos até o mês de abril, conforme ato assinado no dia 20 de janeiro deste ano e publicado no Diário Oficial do Estado do dia 28, também, de janeiro, o judicioso ente público – ele mesmo, o Carlos Alberto – empenhou-se com dedicado esmero para que, nesse período, nada faltasse à mesa do chefe – café, coffee break, almoço e jantar.

A conta mensal é de  R$ 107.941,45. Até o final do aditivo, a “modesta” fatura a ser debitada na conta de J.B.V. Serviço de Buffet LTDA será de R$ 323.823,45.

Num simples cálculo aritmético, mostra que a despesa mensal para alimentar o Chefe da Casa Civil é superior a 100 salários mínimos.

O Outro Lado

O contrato de buffet atende a agenda oficial da Sede do Governo, para atividades como recebimento de autoridades e/ou realização de eventos, relacionados aos órgãos da administração direta e/ou indireta.

E o valor do contrato é uma estimativa, que limita o gasto durante um determinado tempo, pré-estabelecido.

O valor a ser pago ao fornecedor, entretanto, é de acordo com o serviço de fato utilizado, que ao final do período de contrato pode ser menor. Em 2015, o Estado contratou o serviço, aderindo a ata de preço da Assembleia Legislativa (ALE-AM), para a prestação do mesmo tipo de buffet que a Casa legislativa já utilizava.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •