Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Combater as drogas, reduzir a violência, coibir o consumo de bebida alcoólica à menores, manter a segurança e a ordem foram temas em discussão da sociedade civil organizada e dos poderes Executivo e Judiciário na noite desta quinta-feira (30), no Fórum de Justiça do município de Maués.

A iniciativa partiu do Conselho Tutelar e Polícia Militar que juntos vem realizando blitz na cidade. O Comandante interino da PM, tenente Vitor Morais, relatou os casos frequentes que ameaçam a integridade de crianças, jovens e adolescestes que se reúnem na madrugada nos postos de gasolina, lojas de conveniência e boates. "Percebi que aqui o tráfico é familiar. As familias permitem que crianças e adolescentes se envolvam com entorpecentes e bebida alcoólica" relata.

Ele propôs a criação de um decreto que possa proibir o consumo nos postos de gasolina. "Não queremos proibir a venda, mas evitar o consumo dentro dos postos e das lojas de conveniência onde acontece de tudo", esclarece. O tenente acrescentou que nesses locais menores são aliciadas.

Para a Presidente do Conselho Tutelar Iva Rodrigues a ideia se fortaleceu em razão dos casos de violência que vem acontecendo na cidade principalmente de abuso sexual.

As medidas restritivas ao consumo de bebidas alcoólicas, sobretudo no período noturno, em postos de combustíveis e lojas de conveniência, serão recomendadas pelo Ministério Público. A promotora Yara Rebeca Albuquerque Marinho, da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Maués, propôs a realização de uma Audiência Pública para expor a população à nova postura que será adotada no município.

"Vamos chamar toda a população e a parte afetada que são os proprietários de postos de gasolina para que passem a sentir a necessidade de proteger nossas crianças e adolescente. A medida vai inibir os delitos e reduzir a criminalidade", disse. A audiência será realizada no dia 12 de fevereiro, no Museu do Homem, às 17:00h.

O juiz da comarca Jean Pimentel destacou o empenho de toda a sociedade que está preocupada com a segurança pública. "Todos os poderes envolvidos com a segurança e com o único proposito de dar mais tranquilidade à cidade de Maués. Juntos seremos mais fortes no combate a criminalidade", enfatizou.

O prefeito pe. Carlos Góes se propôs a contribuir com a ação e adotar medidas emergências para manter a segurança na cidade e a fiscalização permanente para concessão de alvarás de funcionamento. "Essa é uma lei que já existe na maioria dos municípios brasileiros e em Maués não pode ser diferente. Estamos dispostos a ir para a linha de frente junto com todos os órgãos", declarou. Góes, disse ainda que aguarda pela implantação do projeto "Ronda nos Bairros", anunciado pelo Governador.

O delegado da Policia Civil Rafael Schimith considerou a iniciativa positiva e disse que o momento é de somar forças para alcançar êxito na ação. A Secretária de Assistência Social Ruth Góes e equipe de psicólogos e assistentes sociais também comprometeram-se em fazer parte da ação.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •