Subcomandante do 11° da Polícia Militar de Parintns, Ricardo Viana, confessou ser o condutor do Jet Ski que jogou água na live TV Caprichoso
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O capitão e subcomandante do 11° da Polícia Militar de Parintins, Ricardo Viana, confessou ser o condutor do Jet Ski que jogou água na live TV Caprichoso, realizada no píer da Chácara Paraíso Yukatã, na margem do Lago Macurani. Equipamentos de músicos e da produção do programa estavam ligados na corrente de energia de 110 quando a moto aquática passou em alta velocidade.

Tudo foi transmitido ao vivo pela página Boi Caprichoso no Facebook, pouco antes das 12h, de domingo (5). O condutor fez uma manobra que deu um banho na live intitulada “Toada, Fatinha e Boi-Bumbá”, onde causou prejuízos como danos no violão do músico Ronaldo Yoshi, avaliado em quase R$ 10 mil. O subcomandante do 11° Batalhão da PM não estava em serviço e assumiu a culpa.

Ricardo Viana revelou, em conversa com comandante do 11° Batalhão da PM, tenente-coronel Corrêa Júnior, por telefone, que sempre faz uma brincadeira de rotina com o dono da Chácara Paraíso Yukatã, o artista Edwan Oliveira, mas não imaginava que teria um evento no píer, hoje.

“Me disse que era uma brincadeira, porque sempre passa pelo píer do Edwan e costuma molhar as pessoas que lá se encontram e jamais pensou que teria uma live ali”, informou Corrêa Júnior.

Ricardo Viana também comunicou que entrou em contato com o presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato, e a equipe da produção da live para se responsabilizar pelos danos materiais. No entanto, o capitão da PM passará por sindicância, determinada pelo Comandante Geral da PM do Amazonas, coronel Ayrton Norte.

“Ele assumiu toda a responsabilidade por tudo que aconteceu, inclusive os prejuízos. Mesmo assim, vamos abrir uma sindicância para apurar, imparcialmente e com todo o rigor, o que aconteceu, de fato, ali. É um procedimento de praxe para todo policial militar”, explica o comandante da PM, em Parintins.

De acordo com Correa Júnior, todo PM que se envolve em ocorrência, independente de ser praça ou oficial, deve ser submetido à sindicância para apuração dos fatos e serem tomadas as medidas cabíveis.

“Como ele já me antecipou e disse que foi ele quem causou os prejuízos, a gente tem uma noção do que vai fazer. Vai ser aberta uma sindicância para apurar se teve mais alguma outra situação que ocasionou algum problema maior. Será apurado com toda transparência possível e tudo aquilo que prevê a lei. Vamos chegar a uma situação se houve algum dano à mais. Realmente, ele disse que foi uma brincadeira que, infelizmente, deu essa problemática toda”, informa.

Em Parintins, Jet Ski causa prejuízos na produção de live do Boi Caprichoso 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •