Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam), por meio do Complexo Regulador do Estado, iniciou os agendamentos para atendimento das teleconsultas do Programa Regula Mais Brasil, nas especialidades de ortopedia geral e pediátrica, reumatologia, cardiologia, endocrinologia, neurologia adulto e pediatria, pneumologia, proctologia, gastroenterologia, urologia e cirurgia vascular.

As consultas serão realizadas por médicos especialistas do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, por meio de videochamadas, pré-agendadas pelo Sistema de Regulação (Sisreg), e tem como objetivo reduzir a fila de espera da regulação para consultas especializadas e ampliar o uso da telessaúde no estado.

De acordo com o coordenador de regulação do estado, Roberto Maia Bezerra, as primeiras consultas serão realizadas a partir do dia 15 de julho, quando as solicitações pendentes no sistema serão avaliadas e os pacientes serão informados sobre o agendamento e receberão o link para a teleconsulta. 

“O Sírio-Libanês já começou a analisar as solicitações para verificar quem é elegível ou não, de acordo com o que está na proposta, para agendar as consultas para o ambulatório virtual. Então, as primeiras consultas, com os médicos ligando por vídeo para o paciente, serão efetivadas a partir da segunda quinzena de julho”. 

Fluxo de atendimento – O médico da atenção básica avalia a necessidade de atendimento especializado e verifica com o paciente a possibilidade do atendimento virtual. Em caso positivo, o encaminhamento será inserido no Sisreg, com a indicação que o paciente aceita realizar teleconsulta com o Hospital Sírio-Libanês. 

A indicação de teleconsulta será inserida no sistema, mediante a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) pelo paciente consentindo a modalidade de atendimento.

O pedido passa por avaliação do médico regulador, que pode autorizar o atendimento com especialista via telessaúde ou por consulta presencial em uma das unidades ambulatoriais físicas que atendem ao SUS.

No dia agendado, o médico teleconsultor conversa diretamente com o paciente e não é necessária a realização de download de nenhum tipo de aplicativo. O paciente acessa o link disponibilizado na confirmação da consulta, autoriza acesso ao microfone e à câmera de vídeo e realiza a teleconsulta, que pode ser por computadores ou em smartphones.

Fases de implantação – As teleconsultas no Amazonas ocorrem em quatro fases. Nos primeiros 15 dias de julho serão avaliadas e agendadas as primeiras consultas virtuais, e na segunda quinzena iniciam os atendimentos para os usuários do SUS de Manaus.

A partir de agosto, novas especialidades serão inseridas no sistema, e o programa passa a atender pacientes dos municípios da Região do Entorno de Manaus (Autazes, Careiro, Careiro da Várzea, Iranduba, Manaquiri, Nova Olinda do Norte, Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo), da Região do Rio Negro e Solimões (Anamã, Anori, Beruri, Caapiranga, Coari, Codajás, Manacapuru e Novo Airão), da Região do Médio Amazonas (Itacoatiara, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã, Silves, Urucará e Urucurituba) e da Região do Baixo Amazonas (Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Maués, Nhamundá e Parintins).

Em setembro serão ampliadas a regulação e realização das Teleconsultas das Solicitações das Unidades de Saúde Solicitantes dos municípios da Região do Rio Madeira (Apuí, Borba, Humaitá, Manicoré e Novo Aripuanã), da Região do Triângulo (Alvarães, Juruá, Japurá, Maraã, Tefé e Uarini), da Região do Rio Purus (Boca do Acre, Canutama, Lábrea, Pauini e Tapauá), da Região do Rio Juruá (Carauari, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna e Itamarati), da Região do Alto Solimões (Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Fonte Boa, Jutaí, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Tabatinga e Tonantins) e da Região do Alto Rio Negro (Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira).

Regula Mais Brasil – As ações de telessaúde do Regula Mais Brasil fazem parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde, desenvolvido pelo Hospital Sírio-Libanês, que tem como estratégia a qualificação da assistência na Atenção Primária em Manaus e demais municípios do estado.

Desde a sua implantação em abril de 2019, o Projeto conseguiu reduzir em média 90% da fila de espera nas consultas especializadas em proctologia, endocrinologia, cardiologia, reumatologia, gastroenterologia, ortopedia, urologia e pneumonia.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •