Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gestores da rede pública municipal de ensino de Manaus participaram na terça-feira (19) do lançamento do projeto “Ouvidoria nas Escolas”, idealizado pela Ouvidoria do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM). A solenidade foi realizada no auditório Eulálio Chaves, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), o “Ouvidoria nas Escolas” se desmembrará em “Aluno ouvidor” e “Pequeno ouvidor” para dar voz aos estudantes para que eles possam medir sua satisfação com o ensino e a estrutura oferecida na rede pública de ensino.

O ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, informou que o Tribunal irá subsidiar a Semed com informações e mecanismos para concretização do projeto nas escolas.

“Os próprios alunos irão eleger entre eles um ouvidor que será responsável por captar os anseios, reclamações e sugestões e transmitir isso para a administração. Quem melhor do que os próprios alunos para dizer o que lhes falta, qual sua pretensão e quais seus interesses? E nós vamos municiar a Semed de informações e mecanismos para concretizar as Ouvidorias nas escolas”, disse o ouvidor-geral do TCE, conselheiro Érico Desterro, ao agradecer o apoio da presidente do Tribunal, conselheira Yara Lins dos Santos.

A secretária municipal de educação, Kátia Schweickardt, ressaltou a importância do Tribunal de Contas para construção de uma postura ativa dos estudantes que participarão do “Ouvidorias nas Escolas”.

“O Tribunal tem nos ajudado bastante com as Ouvidorias e no processo de formação dessa consciência e ajudando para informar que os ouvidores alunos formados não são uma instancia de repassar problemas, eles são uma instância parte da solução dos problemas. Então é uma postura ativa que o TCE está nos ajudando a construir para uma sociedade que participa para melhorar a sua própria condição de vida”, enfatizou a secretária.

Inicialmente, o projeto-piloto “Aluno-ouvidor” terá representatividade de alunos do 6º ao 9º ano dos grêmios estudantis das três unidades de ensino de Manaus: Escola Municipal Abílio Alencar, na rodovia AM 010, Km 35, na zona rural da capital amazonense; Escola Municipal Antônia Pereira, na zona Norte, e Escola Municipal Dalvina Silva de Oliveira, no Tarumã.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •