foto Antonio Cruz /Agencia Brasil
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O quadro político está cada vez mais complicado para o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). A nove meses das eleições municipais e cada vez mais convicto de que a Aliança pelo Brasil não sairá do papel a tempo de entrar na disputa, o presidente tem indicado uma guinada na estratégia que adotará na corrida deste ano, a de se esconder durante a campanha eleitoral deste ano. 

Bolsonaro teme que derrotas políticas em 2020 afetem negativamente sua reeleição em 2022. Por isso, anuncia que vai acatar a orientação de assessores e aliados mais próximos de não subir em palanques de candidatos a prefeitos.

É o que informam os jornalistas Daniel Carvalho, Gustavo Uribe e Thais Arbex em reportagem publicada nesta segunda-feira (27) na Folha de S.Paulo


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •