Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Não são todos os diretores de escola que tem essa moral, de mesmo depois de ser exonerado – por motivos não esclarecidos – ter o apoio dos pais e da comunidade para que seu retorno seja imediato. Quem conseguiu isso foi o tenente coronel Alysson de Almeida Lima, que era o diretor do 3° Colégio Militar da Polícia Militar (CMPM), no bairro Parque São Pedro, em Manaus (AM). Pais e comunidade se apresentaram em frente à escola nesta terça-feira (18) para pedir o retorno do gestor.

Segundo dois pais de alunos em áudios divulgados, a possível causa da exoneração do diretor foi a não concordância de que pais comprassem livros de uma editora para o ano letivo.

A tentativa de não gerar gastos para os pais, pode ter lhe custado a exoneração. Na portaria Nº 145/DPA-1, de 17 de Fevereiro deste ano, foi oficializado seu desligamento da gestão escolar: 

O Tenente Coronel Alysson de Almeida Lima foi nomeado Comandante e Diretor de Ensino do 3° Colégio Militar da Polícia Militar (CMPM), no ano de 2014 e em agosto de 2019 recebeu a Medalha de Ouro Cidade de Manaus.

Foto: Aguilar Abecassis

Na área civil é formado em Tecnologia Mecânica na Universidade de Tecnologia do Amazonas (UTAM); Engenharia Civil, na Universidade Federal do Amazonas (UFAM); e Bacharel em Direito pela Universidade Cidade de São Paulo (UNICID). Possui pós-graduação em Docência do Ensino Superior, Planejamento Governamental e Orçamento Público pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Assista o apelo dos pais:


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •