Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A reportagem do site Fato Amazônico não conseguiu falar com o ínclito secretário de Obras do Município de Presidente Figueiredo, o respeitável senhor Alexandre Lins, para entender melhor um Boletim de Ocorrência registrado no dia 27 de maio, contra a digníssima pessoa dele.

E o que diz o tal Boletim de Ocorrência?

Vejam um trecho dele:

“Tô sabendo que você está me ameaçando de morte. Eu ando é com um 38, e pião safado igual a tu não custa nada eu encher a tua cara de bala e vê o que você vai falar quando sair daqui, seu filho da puta. E sai daqui para não amanhecer com a boca cheira de formiga”.

Viram o tamanho da valentia e da macheza de sua excelência, Alexandre Lins?

Pois é.

O registro foi feito na delegacia de Presidente Figueiredo por Jean Lenon Soriano e Moraes, um humilde trabalhador que só queria receber os seus sofridos salários atrasados que há três meses não lhes são pagos.

Que coisa feia, desumana, bandida.

Coisa de caloteiro, não é mesmo, senhor Alexandre Lins?

E quem é Alexandre Lins? Não lembram?

Pois muito bem. Ele o mesmo que, antes de ser nomeado secretário de Obras pelo prefeito Romeiro Mendonça, era secretário de Turismo e foi demitido por assédio sexual.

Lembraram agora?

Que fascínio exerce sobre o prefeito esse secretário pra lá de peralta, digamos assim, que faz e desfaz e continua a aprontar? Sabe-se lá! 

Confira no vídeo o desabafo do trabalhador:


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •