Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No dia em que a Secretaria Municipal de Educação (Semed) inaugurou mais uma biblioteca escolar, no bairro Jorge Teixeira 3, zona Leste, a secretaria foi premiada em duas categorias do Prêmio Genesino Braga, realizado pelo Conselho Regional de Biblioteconomia. A premiação ocorreu na noite desta quinta-feira, 13, na Universidade do Estado do Amazonas (UEA), na Avenida Djalma Batista.

O prêmio compreende quatro categorias, das quais a Semed foi premiada em ‘Instituição Amiga’ e ‘Bibliotecária Destaque’, reconhecendo o trabalho da bibliotecária da Divisão Distrital Zonal 4 (zona centro-sul), Katty Anne Nunes. A subsecretária de Gestão Educacional da Semed, professora Ana Falcão, representou a secretaria durante o evento e mostrou sua satisfação com o prêmio. “É uma honra receber este título. A premiação é uma forma de homenagear o trabalho das nossas bibliotecárias e reafirma nosso compromisso com a comunidade”, disse a subsecretária.

Servidora premiada, Katty Anne ficou feliz em ter seu trabalho reconhecido. “Eu acho que isso é um grande avanço, mostra como a biblioteconomia vem ganhando força. Antes, éramos uma classe pouco reconhecida e hoje estamos nos destacando. Fico muito feliz em ver que a Semed levou um prêmio, e eu, como servidora, também fui premiada”, comentou.

Katty Anne auxilia, atualmente, o trabalho nas bibliotecas escolares da zona Centro-Sul de Manaus. Ela foi reconhecida, também, pelo trabalho desenvolvido na Escola Municipal Nossa Senhora das Graças, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste. “Eu trabalhei na escola durante um ano. Promovemos concursos, levávamos as crianças para conhecerem outros lugares culturais, fazíamos teatro de fantoche e mediação de leitura”, explicou.

Conselheiro de biblioteconomia, Jorge Hayder avaliou como positiva a participação da Semed com as bibliotecas escolares. “Esse prêmio de “Instituição Amiga” mostra que a Semed valoriza o profissional bibliotecário e as próprias bibliotecas, além de incentivar a leitura. É um trabalho amplo que a Semed está realizando para a profissão e para a comunidade”.

A presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia, Thaís Trindade, explicou que o prêmio, que está em sua terceira edição, vem para reconhecer as pessoas, empresas e instituições ligadas ao setor. “O prêmio que a Semed ganhou é a representação de que a instituição desenvolveu projetos e trabalhos que engrandeceram e melhoraram a biblioteconomia do Estado”, disse Thaís.

Bibliotecas Escolares

Com a inauguração da biblioteca Armando Andrade de Menezes, localizada na Escola Municipal Esmeraldo Bessa, no bairro Jorge Teixeira 3, zona leste, nesta quinta-feira, 13, a Semed ampliou para 220 o número de bibliotecas escolares. Dentre essas, 13 são bibliotecas polos, que utilizam de recursos tecnológicos para favorecer o aprendizado dos alunos.

A coordenadora das bibliotecas das escolas municipais, Loana Portela, explicou que cada biblioteca escolar possui, em média, um acervo de 3,5 mil títulos. Neste primeiro semestre, a Semed concluirá um levantamento para identificar as escolas que possuem espaço para a instalação de novas bibliotecas.

A triagem faz parte do Programa de Melhoria da Biblioteca Escolar, que tem o desafio de implantar, em cada escola, uma biblioteca com infraestrutura de qualidade, acervo atualizado e recurso humano qualificado para melhor atender os estudantes.

A Semed conta, ainda, com as bibliotecas polos como centros referenciais dinâmicos, que disponibilizam recursos informacionais para o crescimento sociocultural do aluno e da comunidade do entorno das escolas. As unidades são equipadas com um acervo atualizado, computadores com acesso à internet, orientação à pesquisa, consulta a jornais e revistas, além do serviço de empréstimo de livros para professores, alunos e comunidade. Cada unidade polo possui um acervo com cerca de cinco mil livros.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •