Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Dois documentários brasileiros “Bixa Travesty” e “Novas Espécies – A expedição do século”, e o longa peruano “Retábulo” estreiam nesta quinta-feira (28), no Cine Casarão (rua Barroso, 279, Centro).  Os ingressos custam R$ 5 (para meia entrada) e R$ 10 (inteira).

O longa-metragem “Novas Espécies – A expedição do século”, retrata as aventuras e emoções de um grupo de cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) na floresta, em um maciço de montanhas de quase 2 mil metros de altitude, onde talvez nenhum homem tenha estado lá antes da expedição.

O filme será exibido na quinta-feira (28) e na sexta-feira (29), na sessão das 14h30.

Outra estreia desta semana, será “Retablo”, do cineasta peruano Álvaro Delgado. O filme está buscando uma vaga na maior premiação do cinema, o Oscar.

“Retablo” retrata um drama familiar e conta a história de Segundo Paucar (Junior Bejar), que é um menino de 14 anos que, ao mesmo tempo inquieto por seguir uma tradição familiar, admira o trabalho de seu pai Noé (Amiel Cayo), um exímio construtor de retábulos, pequenas caixas que narram histórias religiosas ou eventos cotidianos. Mas quando um segredo de Noé vem à tona, Segundo enfrenta a dura realidade de uma sociedade extremamente religiosa e conservadora.

“Retablo” será apresentado nas sessões: quinta-feira (28) às 19 horas e sexta-feira (29) às 20h30.

A terceira estreia, talvez a mais aguardada da temporada, não pelo tema, mas pelos diversos prêmios que acumulou antes de sua estreia. “Bixa Travesty”, de Kiko Goifman e Claudia Priscilla.

O documentário apresentado no festival de Berlim 2018 e vencedor do prêmio Teddy, dedicado a obras com temática LGBTQIA+. Ele também ganhou prêmios nos festivais de Toronto, Barcelona, Brasília e no Mix Brasil.

O filme captura o corpo político da cantora negra e transexual Linn da Quebrada, que foi aplaudida de pé na sessão do Festival de Brasília.

O corpo político de Linn da Quebrada, cantora transexual negra, é a força motriz desse documentário que captura a sua esfera pública e privada, ambas marcadas não só por sua presença de palco inusitada, mas também por sua incessante luta pela desconstrução de estereótipos de gênero, classe e raça.

A exibição de “Bixa Travesty” está programada para as sessões de quinta-feira (28) às 20h39, sexta-feira (29) às 18h30 e no domingo às 17h.

Última semana

Após dez semanas de exibição, está será a última oportunidade para assistir ao longa-metragem brasileiro “Bacurau”.

A exibição do drama-faroeste brasileiro será exibido, excepcionalmente, no sábado (30) e no domingo (1).

“Bacurau” em sua sinopse conta que pouco após a morte de dona Carmelita, aos 94 anos, os moradores de um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro, chamado Bacurau, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa.

Aos poucos, percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade pela primeira vez.

Quando carros se tornam vítimas de tiros e cadáveres começam a aparecer, Teresa (Bárbara Colen), Domingas (Sônia Braga), Acácio (Thomas Aquino), Plínio (Wilson Rabelo), Lunga (Silvero Pereira) e outros habitantes chegam à conclusão de que estão sendo atacados.

Serviço:

Cine Casarão

Onde: Casarão de Ideias (rua Barroso, 279, Centro)

Ingressos: R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •