Reprodução/TV Anhanguera
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pode estar perto do fim o drama de duas famílias que tiveram os bebês trocados no Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), na Região Metropolitana de Goiânia (GO). O resultado do exame de DNA que vai determinar quem são os verdadeiros pais das duas crianças deve sair nesta quarta-feira (31/07/2019).

A delegada Renata Vieira, que investiga o caso, disse que deve colher depoimentos a partir das 9h30 desta quarta. Enquanto isso, as famílias que tiveram os bebês trocados decidiram morar juntas na residência de um dos casais, em Trindade. O material genético foi colhido na segunda-feira (29/07/2019).

Os bebês nasceram no dia 9 de julho, com poucos minutos de diferença. Um dos pais, Genésio Vieira de Sousa, percebeu que o filho tinha olhos azuis e pele mais clara que a dele e da esposa. Genésio e a mulher, Pauliana Maciel Aguiar de Sousa, decidiram, então, fazer um exame de DNA por conta própria. O exame indicou que eles não são os pais biológicos da criança.

Logo depois, outro casal, Murillo Marquez Praxedes Lobo e Aline de Fátima Bueno Alves, também suspeitou que o filho recém-nascido poderia ter sido trocado no hospital. Moradores de Santa Bárbara de Goiás, que fica a 27km de Trindade, eles tiveram o bebê no mesmo dia e na mesma maternidade que Genésio e Pauliana.

Em nota divulgada no último domingo (28/07/2019), o hospital confirmou a troca dos bebês e disse que afastou quem estava trabalhando nas datas de nascimento e alta das mães e crianças. O Hutrin também informou que apura internamente o caso e está em contato com as famílias. (Com Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •