ANDRÉ BORGES/ ESPECIAL PARA O METRÓPOLES
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cometeu mais um tropeço em Goiás, ao chegar no evento de lançamento da usina fotovoltaica de Caldas Novas. Ao subir a escada do palanque, ele escorregou e se apoiou no chão para evitar uma queda maior. Evitando chamar atenção, ele se levantou e seguiu o trajeto normalmente.

Na última vez que esteve no estado para lançamento de algum projeto – o do hospital de Águas Lindas, – ele também tropeçou logo na entrada com o barro que cercava o local.

A participação de Bolsonaro é uma tentativa de resgate de popularidade pelo Brasil e estreitamento de laços com governadores e prefeitos, afrouxados por embates causados pelas medidas de contenção ao novo coronavírus.

Ele chegou ao local junto ao governador Ronaldo Caiado (DEM) e com ele esteve até o fim da inauguração. Ainda, enquanto parlamentares envolvidos faziam discursos, foi comentado que prefeitos viajaram longas distâncias apenas para encontrá-lo. Assim, Bolsonaro pediu para que estes se levantassem de seus lugares e puxou palmas pelos políticos, também se levantando de seu posto no palco da inauguração.

O presidente atendeu aos admiradores que o esperavam na porta do evento, causando aglomeração. Ele estava sem máscara de proteção.Enquanto o discurso ocorria, um idoso com uma camisa de apoio ao seu governo foi até o palco e entregou um quadro com a imagem de Jesus. Bolsonaro, então, estendeu a imagem para o público, agradeceu o homem e tirou fotos com o presente junto aos políticos.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •