Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A fachada do hospital e maternidade Unimed Manaus amanheceu iluminada na cor dourado, na quinta-feira (01/08). A iluminação cênica é apenas um das ações que a direção da unidade de saúde estará realizando, nos próximos sete dias, para chamar atenção das famílias manauaras sobre a importância do aleitamento materno, durante a Semana Mundial do Aleitamento. A programação termina na próxima quarta-feira (07/08) e na última quarta de agosto faremos uma caminhada no Complexo Turístico da Ponta Negra.

Pela manhã, a médica Regina Célia Barbosa Sodré Fernandes, coordenadora da Unidade Neonatal do Hospital e Maternidade Unimed Manaus (HMU) participou da solenidade de abertura da semana, no Instituto da Mulher Dona Lindu, zona Centro-Sul de Manaus. Na oportunidade, a Maternidade Unimed foi homenageada pela Secretaria Estadual de Saúde (Susam) pelos serviços prestados em prol do aleitamento materno. A Unimed Manaus mantem, há seis anos, um sala de coleta de leite materno, nas dependências da maternidade, que ajuda a abastecer o Banco de Leite Humano Fezinha Anzoategui, que funciona Maternidade Ana Braga.

De acordo com a médica Regina Célia Barbosa Sodré Fernandes, a programação da Semana Mundial do Aleitamento foi elaborada pensando em contemplar a visão abrangente do aleitamento materno, conforme expressa o tema da campanha deste ano: Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação hoje e para o futuro.

Regina Célia Fernandes explica que todo corpo de profissionais do hospital e maternidade foi mobilizado para “pensar e chamar atenção para o aleitamento materno” durante a campanha Agosto Dourado, em especial, aqueles profissionais que lidam diretamente com mães e pais de bebes que nascerem neste período na unidade hospitalar. “Todos vão usar camisetas alusivas a semana e também os computadores do HMU estarão com proteção de tela divulgando o tema da Semana do Aleitamento Materno 2019”, informa.

Troca de afeto

A enfermeira Dhyelis Litaiff, amamentou a pequena Alice, ainda no Centro Cirúrgico da Maternidade Unimed Manaus, auxiliada pela pediatra Ana Paula, que acompanhou o parto cesariano, realizado no dia 13 de julho.  A enfermeira, que trabalha na UTI Neo Natal da Maternidade Unimed, fez questão de registar o momento da amamentação da pequena Alice, como forma de participar da Semana Mundial do Aleitamento.

 “A amamentação é fundamental para fortalecimento do bebê e, principalmente é uma troca de afeto entre a mãe e o seu bebê, sem contar que nos ajuda a perder peso. Mantém o bebê saudável e nos ajuda a entrar em forma”, orienta Dhyelis, que já eliminou 11 quilos, desde o nascimento da pequena Alice. A enfermeira também e mãe de Júlia, que mamou até os dois anos e dois meses.

Roda de conversas 

A programação na Maternidade Unimed teve inicio com uma roda de conversa com as fonoaudiólogas Silvia Lima e Georgeth Miglio, que abordaram temas diversos, como as vantagens do aleitamento para mãe, pai, bebê e toda família, o uso de mamadeira ou chupeta, e ainda a relação entre a família e a amamentação. A equipe de nutricionistas do Hospital Maternidade Unimed abordou o tema Orientação nutricional sobre alimentação e amamentação.

Até a próxima quarta-feira (07/08), todas as pessoas que forem ao Hospital e Maternidade Unimed, além de serem convidados a participar dos bate papos, receberão brindes e informações sobre amamentação pela nossa equipe, que é composta por pediatra, profissionais da Enfermagem, fonoaudióloga, fisioterapeuta, equipe de técnicos do posto de coleta de leite materno e da sala de processamento de leite humano.

“Vamos compartilhar informações sobre aleitamento materno, tirar dúvidas e chamar atenção para a doação do leite do materno”, destaca a coordenadora da Unidade Neonatal do HMU.

Posto de coleta de leite

No dia 23 de junho de 2015, foi inaugurado o posto de coleta de leite humano da Maternidade Unimed Manaus. A unidade funciona em parceria com o Banco de Leite Fezinha Anzoategui, que funciona nas dependências da Maternidade Ana Braga. Todo leite coletado é doado para ser pasteurizado e com isso pode ajudar os bebês prematuros internados na UTI Neonatal.

Regina Célia Fernandes destaca que qualquer mãe em condições de amamentar seu filho e que produz um volume de leite além da necessidade do bebê, pode realizar a doação. Ela esclarece que o gesto não traz qualquer tipo de prejuízo e nem diminui a produção de leite materno, pelo contrário, estimula as glândulas mamárias a produzirem mais leite.

Sobre a Unimed – Em 2017, a Unimed completou 50 anos de atuação no mercado de saúde suplementar. A marca nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP), em 1967, e hoje é composta por 346 cooperativas médicas, que prestam assistência para cerca de 18 milhões de beneficiários em todo País. Atuando sob o modelo cooperativista, a Unimed conta com mais de 113 mil médicos, 115 hospitais próprios e 2.584 hospitais credenciados, além de pronto-atendimentos, laboratórios e ambulâncias que garantem a qualidade da assistência médica, hospitalar e de diagnóstico complementar prestada aos beneficiários das cooperativas.

Sobre a Unimed Manaus – Com 38 anos de atuação, uma equipe médica composta por mais de 850 médicos cooperados e a mais completa rede hospitalar com 6 unidades, sendo 3 hospitais próprios, 90 clínicas, 11laboratórios, Centro de Oncologia, 2 Centros de Diagnóstico e Imagem, Unidade Coronariana com equipe 24 horas, Unidade Neonatal, UTI Pediátrica e Adulto, Pronto Socorro Adulto e Infantil, e 800 consultórios que atendem diversas especialidades.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •