Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

“Sou mãe de uma criança de 4 anos e 3 meses e gostaria de saber se o uso do celular pode prejudicar a visão do meu filho.” (Maria do Rosário, via instagram)

Ele marca presença no cotidiano da população: do jovem ao idoso, da mesa do restaurante  à roda de bar, do banco do parque ao escritório da empresa, em todos os lugares possíveis e imagináveis, lá está ele, nosso querido celular. Como pode um aparelho ser tão essencial para nossa comunicação e ao mesmo tempo ser um grande culpado na falha de conexão entre pais e filhos ou entre amigos ? Nesse momento, não me surpreenderia se você, caro leitor, estivesse ao lado de seus familiares ou amigos, cada um com o seu celular nas mãos, calados, olhos bem abertos, concentrados em seus aparelhos, sem dialogar, sem aproveitar momentos preciosos, isolados de tudo e de todos.

O uso do celular em excesso leva a consequências emocionais e físicas, dentre elas os problemas oculares. Piscamos, em média, aproximadamente 20 vezes por minuto, e ao utilizar o celular por muito tempo o ato de piscar acaba sendo prejudicado, causando olho seco e a famosa vista cansada. Além disso, estudos mostram que a exposição à luminosidade dos aparelhos está associada ao surgimento de distúrbios refrativos – como a miopia –  e de alterações no padrão do sono, afetando a qualidade de vida dos usuários.

O ideal é uma pausa de 10 a 15 minutos para cada 45 minutos de uso, e isso serve para computadores e tablets também. E, sempre que possível, deixar o aparelho de lado e aproveitar ao máximo a companhia de quem torna sua vida mais feliz. É o melhor que você pode fazer.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •