Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O mercado de celulares no Brasil registrou queda no primeiro semestre causada pela pandemia de coronavírus, afirmou uma pesquisa conduzida pela consultoria IDC. Segundo o estudo, foram comercializados 10,4 milhões de celulares, 8,7% menos do que no mesmo período do ano passado.

Entre os tipos de aparelhos, 9,8 milhões foram smartphones, queda de 7,8%. Outros 544 mil foram feature phones – celulares mais simples, com botões físicos -, retração de 22,4% em relação ao primeiro trimestre de 2019.

Na crise, os brasileiros também optaram por adquirir celulares mais baratos. Os mais vendidos – cerca de 5,1 milhões unidades – foram os chamados intermediários premium, com preço entre R$ 1.000 e R$ 2.000. A alta do dólar fez com que mesmo esses modelos também chegassem mais caros na prateleira em relação a 2019. Uol


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •