Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Seguindo as ordens das autoridades locais de prevenção ao coronavírus, o Grêmio vai embarcar nos próximos dias para Criciúma, onde vai seguir sua preparação para a volta das competições. Entretanto, o mesmo pode não ocorrer no Internacional.

Em entrevista à Rádio Grenal nesta quarta-feira, o vice-presidente do clube João Patrício Herrmann afirmou que, momentaneamente, a possibilidade de treinar em outro lugar não é cogitada. “Nós entendemos que estamos com nosso trabalho sendo muito bem feito. Lógico que o nosso treinador está muito ansioso, ele ainda não consegue fazer a parte técnica”, declarou.

“Nesse momento, entendemos que não precisamos sair do Beira-Rio ainda. Temos toda a estrutura, os atletas estão voltando para as sua residências, é um ambiente tranquilo. Saindo teríamos que montar um outro protocolo para onde fossemos. Nesse momento, não está em especulação”, completou o dirigente.

Como o governo do Rio Grande do Sul considera que Porto Alegre é uma região de alto risco de contaminação, os jogadores estão limitados à prática de treinos individuais. Neste cenário, uma saída da capital gaúcha para que as atividades coletivas possam ser realizadas ainda não está totalmente desconsiderada, destacou Herrmann:  “O futuro é muito incerto, então eu não descarto nada”.

O vice-presidente também falou dos casos de coronavírus no elenco. Na última terça, o clube informou que quatro atletas foram diagnosticados com covid-19, mas havia a especulação de que mais jogadores poderiam estar contaminados. No entanto, o dirigente reforçou que não foram identificados mais contágios.

“Testamos todos no clube e só quatro testaram positivo. O resto é especulação. É um momento de poucas informações, muitas coisas circulam, mas são só quatro. Entendo a curiosidade das pessoas em saber os nomes dos infectados do clube, mas nós prezamos em preservar”, concluiu Herrmann. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •