Reprodução
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Agenda Nacional pelo Desencarceramento, entidade que luta pelos direitos humanos de pessoas presas, denunciou a superlotação em presídios do Alagoas, estado governado por Renan Filho (MDB). Com informações de Metrópoles.

Em vídeo, cinco detentos aparecem agonizando sem ar no chão do presídio Cyridião Durval de Oliveira e Silva, em Maceió, por conta da superlotação do local. Veja:

“Pouco ar, muitos presos dentro de um mesmo ambiente fechado, respirando, e a consequência não poderia ser outra”, disse o autor das imagens.

A denúncia foi feita durante a pandemia de Covid-19, doença que atinge o sistema respiratório e tem alto índice de contaminação.

A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) informou ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) que há 44 contaminações pelo novo coronavírus confirmadas e 13 casos suspeitos nos presídios de Alagoas. Nenhum preso morreu em decorrência da doença.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •