Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

METRÓPOLES – Oministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta sexta-feira 22/11 que as novas carteirinhas estudantis digitais serão lançadas na próxima semana.

“Na segunda-feira 22/11, teremos o lançamento do ID Estudantil, que é o aplicativo de celular para ter a carteirinha digital”, anunciou, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Batizada de ID Estudantil, o documento previsto em medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) poderá ser obtido gratuitamente. O governo ofertará a carteirinha nas lojas de aplicativos do Google Play e da Apple Store.

“Os estudantes que tiverem sido cadastrados pela instituição de ensino já vão poder acessá-la a partir dessa data. Para quem não tiver sido cadastrado, o estudante só precisa pressionar a escola para efetuá-lo”, explicou.

Hoje, a distribuição de documentos que garantem a meia-entrada para estudantes é feita exclusivamente pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes).

“Porque algumas pessoas são contra a carteirinha digital? Por que a UNE ganha R$ 500 milhões por ano fazendo isso. A gente vai quebrar mais uma das máfias do Brasil, tirar R$ 500 milhões das mãos da tigrada da UNE. Esse dinheiro vem do povo, que paga R$ 50 na carteirinha todo ano”, complementou.

De acordo com o texto da MP, têm competência para emitir a Carteira de Identificação Estudantil:
  • MEC;
  • Associação Nacional de pós-graduandos;
  • UNE;
  • Ubes;
  • entidades estudantis estaduais, municipais e distritais;
  • diretórios centrais dos estudantes;
  • centros e diretórios acadêmicos;
  • outras entidades de ensino e associações representativas de estudantes, conforme definido em ato pelo ministro da Educação.

O Ministério da Educação (MEC) trabalha para firmar um acordo com a Caixa Econômica Federal para a emissão gratuita da ID Estudantil física aos estudantes.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •