Wilker Barreto impetrou o mandado de segurança contra a deputada Alessandra Campêlo, presidente da Comissão Especial do Impeachment
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O deputado Wilker Barreto (Podemos) recorreu na quarta-feira (5) ao Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), com mandado de segurança e pedido de liminar, para que a votação do pedido de impeachment do governador Wilson Lima (PSC) e do vice Carlos Almeida Filho (PTB), não aconteça.

O pedido não foi atendido.

O desembargador plantonista, Sabino da Silva Marques, encaminhou o processo para distribuição ao relator em obediência ao princípio do juiz natural.

“Acrescento ainda a inviabilidade da análise e decisão da questão posta via plantão judicial, considerando a pretensão revelada e as determinações contidas na Resolução 42 do Conselho Nacional de Justiça”, avalia Sabino Marques com recomendação de prudência.

Decisão

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •