Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ator Will Smith concedeu entrevista ao podcast On One with Angela Rye e comentou sobre o movimento antirracismo Black Lives Matter, que se espalharam em todo o mundo com foco nos Estados Unidos após a morte do ex-segurança George Floyd, asfixiado por um policial branco. O astro de Um Maluco no Pedaço relatou suas próprias experiência com o racismo e a violência policial.

“Eu cresci na época do prefeito Rizzo. Ele era policial e se tornou prefeito com um punho de ferro. Fui chamado de ni**er por policiais mais de 10 vezes, sabe?”, contou o ator, que passou a infância na Filadélfia.

Ele ainda comentou que sempre notou a forma como os policiais tratavam os negros e os brancos: “Crianças brancas sempre ficavam felizes quando a polícia aparecia, e meu coração sempre disparava”.

“Tem uma parte disso que pessoas que não cresceram nessa situação só não conseguem entender. Você não consegue compreender como é sentir que você vive em um território ocupado”, ponderou o ator.

Will ainda comentou que está feliz com a repercussão do movimento antirracismo: “O que eu amo sobre protestos pacíficos — protestos pacíficos seguram um espelho na frente da imagem demoníaca do seu opressor. Quanto mais você ficar calmo nos protestos pacíficos, mais clara é a imagem do opressor no espelho para que o mundo veja e para que eles vejam a si mesmos”. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •