Diego Peres/Secom.
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O governador Wilson Lima assinou, nesta terça-feira (08/07), um convênio com o Hospital Beneficente Português do Amazonas para a abertura de 180 novas vagas de hemodiálise destinadas à rede pública. Com isso, o serviço de nefrologia coordenado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) ganha reforço e passa a contar, a partir de agora, com 1.229 vagas desse serviço para atender pacientes renais crônicos.

A ampliação terá impacto direto na rede de urgência e emergência, pois as vagas disponíveis em prontos-socorros ficarão exclusivas para pacientes renais agudos (atendimentos de urgência), enquanto os pacientes crônicos que ainda faziam hemodiálise nessas unidades poderão ser atendidos no Beneficente Português.

“Desde 2019 até agora, nós já abrimos algo em torno de 300 novas vagas para hemodiálise. Nesse momento, nós estamos abrindo mais 180, com essa parceria que nós estamos fazendo com o Beneficente Português. Aqueles pacientes que iam tentar a sorte nos prontos-socorros aqui vão ter o seu horário marcado, e a garantia de que vão fazer a hemodiálise”, destacou o governador.

A medida integra o programa de reestruturação da área de saúde no estado, o “Saúde Amazonas”, lançado na semana passada pelo governador. Um dos objetivos é a diminuição das filas na rede estadual. De acordo com Wilson Lima, a abertura de mais vagas de hemodiálise também representa um alento para os pacientes renais crônicos.

Diego Peres/Secom.

“Essa é uma pauta que desde o início do governo a gente vem acompanhando com os nossos deputados lá na Assembleia Legislativa, e também conversando com esses pacientes. Com esse programa que a gente lança agora pós-pandemia, o ‘Saúde Amazonas’, essa é uma das ações que nós estamos efetivamente entregando hoje”, frisou.

Segundo o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, a SES-AM já trabalha para ampliar a parceria com o hospital.

“O aumento de vagas aqui na hemodiálise é um dos projetos que nós estamos concluindo hoje com a assinatura do termo, e agora nós temos outros contratos que serão realizados com o Hospital Beneficente, a partir do mês de outubro, ampliando esse serviço de saúde aqui na instituição e beneficiando a população”, adiantou o secretário.

Credenciamento – O convênio foi realizado após a SES-AM credenciar, no mês de agosto, o Hospital Beneficente Português junto ao Ministério da Saúde para ofertar o serviço. Dessa forma, o custo do atendimento passa a ser o da tabela SUS, resultando em economia para o Estado.

O novo espaço de hemodiálise foi inaugurado no ano passado e tem capacidade para atender 180 pacientes divididos em três turnos. A equipe multiprofissional é composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionista, psicólogos e assistentes sociais.

O presidente do Hospital Beneficente Português, Vitor Gonçalo, reconheceu os esforços do Governo do Estado para atender a demanda de pacientes, reduzindo a fila de espera no Amazonas. Além de hemodiálise, a unidade ofertará diálise peritoneal.

“Sempre foi uma questão sensível, a gente tem conhecimento que tem uma demanda, tem uma fila grande, e o Governo do Estado já vem trabalhando para aprimorar isso. A questão da própria Covid-19 também aumentou um pouco a demanda de hemodiálise, porque infelizmente o vírus às vezes afeta (os rins), o paciente evolui e precisa também passar pelo tratamento”, disse o presidente.

O presidente da Associação dos Transplantados Renais do Amazonas, Thiago Coelho, fez hemodiálise por cinco anos e sabe da importância de se manter a rotina do tratamento. Para ele, o convênio assinado hoje é garantia de mais qualidade de vida para os pacientes.

“O Governo do Estado começou, em união com todos, a zerar essa fila e trazer tratamento para essas pessoas. Elas vão ter a chance de continuar vivendo pelo tratamento e também, quem sabe, fazer o transplante mais à frente”, afirmou.

*Rede de assistência *- Atualmente, 1.105 pacientes realizam Terapia Renal Substitutiva (hemodiálise ou diálise peritoneal) pela rede estadual de saúde.

Completam a rede de assistência em Nefrologia da SES-AM a Clínica Pronefro, o Centro de Doenças Renais do Amazonas (CDR), a Clínica Renal de Manaus, o Hospital Getúlio Vargas, o Hospital Santa Júlia e a Clínica CEHMO, que atua no Centro de Hemodiálise do Hospital Adriano Jorge.

O encaminhamento é feito pela Central Unificada de Regulação e Agendamento de Consultas e Exames (Cura), a partir de solicitação médica.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •