Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Há mais de 30 anos no Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, a contadora e advogada YaraAmazônia Lins Rodrigues dos Santos, será a segunda mulher na história do TCE a assumir uma cadeira no colegiado. Nascida em Manaus no dia 5 de abril de 1957 e filha dos tabeliães Terezinha de Jesus Lins Rodrigues e José de Araújo Rodrigues, e casada com o médico cardiologista Fausto Vieira dos Santos, com quem tem três filhos, chega por merecimento ao cargo que tanto almejou.

Yara, foi escolhida para o cargo de conselheiro, por merecimento, dentre a classe de auditores, pelo governador José Melo. O nome dela foi referendado, por unanimidade, pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, na quarta-feira passada. Ela assumirá a relatoria das contas da Copa do Mundo e a presidência da Segunda Câmara

Por sua qualidade profissional,YaraLins foi promovida, por merecimento, ao cargo de auditor-adjunto, atuando como assessora técnica da presidência e assessora direta da presidência. No ano de 2002, foi promovida, também por merecimento, à função de auditor, onde passou atuar nas relatorias das contas dos gestores públicos do Estado. Por diversas vezes, nos últimos anos, atuou como conselheira-substituta, tendo direto a voto nas sessões ordinárias.

A conselheira ingressou no Tribunal de Contas no ano de 1975, onde exerceu diversas funções, entre elas a de técnico de Controle Externo; inspetora de Controle Externo e secretária de Administração.

Como auditora,YaraLins Santos atuou ativamente na Comissão de Legislação e Regimento Interno do Tribunal de Contas do Amazonas e já coordenou oPrograma Nacional de Modernização do Sistema de Controle Externo (Promoex).

De 2008 a 2013, foi membro titular da Primeira Câmara do TCE-AM. Até a semana passada, quando foi escolhida para o cargo de conselheiro, por merecimento, dentre a classe de auditores, pelo governador José Melo,YaraLinsSantosatuava como auditora-corregedora do Tribunal de Contas desde o início deste ano.

Yara Lins, iniciou os estudos no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde cursou todo o antigo 1º Grau. Antes de ingressar naUfam, em 1975, estudou o 2º Grau no Colégio Dom Bosco. Em 2007, tornou-se bacharel em direito pela Unip. A conselheira é formada ainda na Fundação Getúlio Vargas em administração financeira e pessoal.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •